sábado, 15 de maio de 2010

Só tu me conheces assim



Acordei com uma vontade louca
de devorar o teu nome,
sentir o teu abraço, o teu beijo…
Mas hoje vejo…
o teu passo apressado a fugir de mim,
a angustia amarga da distância.
Se devorasse o teu nome feito chuva,
o sabor inesquecível do teu beijo
o aroma doce da tua pele,
talvez pudesse
repousar a vida em tuas mãos
mais uma vez.

Hoje acordei com uma falsa alegria,
uma vontade de correr na tua direcção,
ou de ser o teu horizonte
e ver-te caminhar para mim,
com a coragem que se perdeu
com a vontade que ainda existe
com o querer que quase nos mata.

Acordei e apeteceu-me adormecer,
nos teus braços...,
fazer deste instante a vida inteira,
sabendo que sempre serei tua,
de uma forma insana e doentia,
que apenas tu compreendes,
que apenas tu conheces,
que apenas tu sentes...

2 comentários:

Angel in the dark disse...

Gostei tanto destas palavras, tocaram-me como se fossem minhas!
Lindo!

Bom fds
Angel

Anónimo disse...

talvez mate mais, ver sem poder alcançar que simplesmente não ver. E ainda não acordei do sabor inesquecivel de um certo beijo. Nem de vontades (marinheiras de atracar)permanentes ...de correr para um meu eterno horizonte.

Está lindíssimo este teu post