quinta-feira, 29 de julho de 2010

Vazio... simplesmente o vazio...

Ando em excesso...
talvez porque me sinto perder o pé...
mais uma vez.
Perdi-me de mim
e hoje encontro-me num lugar
onde não sei quem sou
Apetece apagar a memória
esquecer que existe vida lá fora
e simplesmente partir
para lugar nenhum.


Não me reconheço...
hoje apenas e só o vazio
não sinto nada
não sei de nada
não quero coisa nenhuma....
Secaram as lágrimas
e até a dor que ontem
me dilacerava o peito
hoje simplesmento sumiu.
e no seu lugar ficou
simplesmente o vazio....

3 comentários:

Angel in the dark disse...

Não deixes que esse vazio ocupe demasiado espeaço, porque um dia se acorda para vida, e pode ser tarde demais!...

DoceAroma disse...

Obrigada pelas tuas palavras.

JB disse...

Lindíssimo poema! fica o vazio da partida e para o preencher voltarei para a reler!

Espaço muito agradável e de deliciosa poesia!

Beijinho